Giro de Notícias: Idoso é preso suspeito de estuprar menina com deficiência mental enquanto ela chorava pedindo socorro, em Iporá

Segundo a Polícia Civil, homem de 68 anos já tinha sido casado com uma tia da vítima, que tem 12 anos. Delegado informou que, após o abuso, o idoso deu R$ 2 para a menina comprar balas.

Um idoso de 68 anos foi preso nesta segunda-feira (3) suspeito de estuprar uma garota de 12 anos com deficiência mental na casa dele, em Iporá, na região central de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o investigado é conhecido da família, já foi casado com uma tia da adolescente e frequentava a casa dela.

“Ele a levou até o banheiro de casa, disse que amava a menina e queria se casar com ela. Em seguida, ele a estuprou no banheiro e no quarto, ignorando o choro e os gritos de socorro. Depois dos atos, ele deu R$ 2 para a criança e, para despistá-la, disse para ela comprar balinhas”, conta Igor.

O nome do idoso não foi divulgado pela Polícia Civil. Por isso, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para se posicionar sobre o caso.

O crime aconteceu no dia 13 de abril, no Setor Jardim Monte Alto. Segundo o delegado do caso, Igor Dalmy Moreira, a menina caminhava até residência da avó quando foi induzida a ir até a casa do idoso.

Segundo a PC, familiares contaram que, após o estupro, a criança disse aos pais que desejava morrer. A vítima já recebeu encaminhamento psicológico e médico adequados e deve continuar o acompanhamento de saúde.

Moreira conta que o idoso foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável circunstanciado pela deficiência da vítima. A pena pode chegar a 25 anos de prisão. O idoso está preso no presídio de Iporá.

“É necessário que vítimas e familiares efetuem denúncias de violência doméstica e de crimes sexuais por meio do número 197 ou pessoalmente na delegacia especializada”, diz o delegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *