Eleições 2022 – Mais da metade dos maranhenses não votariam em Flávio Dino para o senado.

O descontentamento com a classe política, exacerbado pelo agravamento de extrema pobreza e o sentimento de mau uso do dinheiro público para fazer frente a serviços essenciais vem influenciando o olhar dos maranhenses sobre possíveis candidatos às eleições de 2022.

Os índices de rejeição são impactantes, principalmente, relacionados ao governador Flávio Dino (PSB), que vem sendo dado desde o início como um dos favoritos na disputa pelo Senado. O problema, entretanto, é que o socialista teme não lograr êxito nas urnas no pleito do ano que vem.

A cada levantamento divulgado, Flavio Dino reúne o staff e passa o dia em contabilidades com sua bancada, refazendo as contas com novas percepções.

EM QUEDA LIVRE

De março a novembro deste ano, o governador maranhense já perdeu pelo menos mais de 6 pontos na disputa para senador e hoje já não conta mais nem com metade dos votos dos maranhenses para seu projeto de poder.

Mas, afinal, o que dizem os números da Escutec sobre as eleições para o Senado em 2022? Eles dizem tudo! Embora matérias publicadas em sites tentem fazer parecer que a opinião dos eleitores em relação à Flavio Dino tem sido boa. O texto esconde os impressionantes números dos cenários de nenhum, não sabem e do principal adversário na disputa, que é o senador Roberto Rocha.

Dito isto, diferentemente do que foi informado, o desempenho do governador na pesquisa divulgada hoje foi bem pior do que os aliados imaginavam. Em março, sua taxa de intenção de voto para senador era de 51%. Hoje, entretanto, esse índice caiu para 45%.

De acordo com os números, o senador Roberto Rocha aparece com 29%. Nenhum deles 16% e não sabem/não responderam 10%. Ou seja, a soma de quem rejeita Flavio Dino é de pouco mais de 55%, representando um total acima do eleitorado maranhense.

Num ambiente em que a política vive em tempo real por causa da força da internet e das redes sociais, onde a conjuntura muda com muita velocidade, não dá para querer ser favorito, ainda no estado mais pobre do país onde os atuais mandatários prometeram mudar os índices, mas deixaram foi pior.

O chefe do executivo ainda terá mais de um ano para tentar voltar ao patamar que estava, mas sua situação tende a piorar a partir de abril, quando deixar o governo. É aguardar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PESQUISAR NO BLOG
PORTAL BREJINHO DO ISMAEL-MA NEWS

PORTAL DF

SAMU 192 PARNARAMA-MA

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade




Publicidade




Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos do Blog

Copyright © 2021 – Blog do Irisnobre Bryan –  Todos os Direitos Reservados. | Desenvolvido Por: JOERI